Aborto na adolescência: Porque existe esse problema?


By Luiza Mattos | julho 26, 2011.

Aborto na adolescênciaAntes de falar sobre o aborto na adolescência, veremos o porquê ele ocorre. A Organização Mundial da Saúde define adolescência o período entre 10 e 19 anos, momento onde o indivíduo apresenta o início dos caracteres sexuais até a maturidade sexual. E passa da total dependência socioeconômica até sua (relativa) independência e a sua formação de identidade.

A fecundidade na adolescência vem sendo objeto de diversos estudos. Estudos apontam que 1/3 da população mundial é constituída de adolescentes, e vêm participando ativamente no aumento da mortalidade materna e infantil. Em 1996, a Pesquisa Nacional de Demografia e Saúde apontou a diminuição de 30% na taxa de fecundidade em todas as faixas etárias, com exceção da faixa da adolescência e com a incidência maior nas populações de baixa renda.

A pesquisa mundial de fecundidade realizada na Ásia e América do Sul apontou que os matrimônios vêm ocorrendo entre os 22 e 24 anos, porém a atividade sexual ocorre cada vez mais cedo. Fator este que contribui para os índices de gestação precoce e muitas vezes levando a um aborto na adolescência.

No Brasil cerca de 22 a 24% de nascimentos são de mães adolescentes. Com isso muitas complicações médicas da gravidez ocorrem devido à baixa idade: Hipertensão gestacional, prematuridade, baixo peso do neonatal e condições psicossociais inadequadas.

ABORTO NA ADOLESCENCIA E O RISCO SOCIAL

Aborto na adolescênciaQual o risco de uma gravidez na adolescência? Risco de natureza psicossocial e não biológica ou médica. Interrompição da escolaridade, não formação profissional, evasão, abandono, dificuldade de retorno à escola. Baixa escolaridade aliado a pouca profissionalização igualando a dificuldade de entrar no mercado de trabalho. Isso tudo gera uma situação de “Risco Social”. A adolescente é levada a parar de estudar, de trabalhar, diminuição da sua autoestima, pode levar a depressão, e até mesmo algumas vezes levar ao suicídio.

Porque as adolescentes grávidas param de estudar? Vergonha, pressão da escola, da família do parceiro, por punição, por acreditar que é a única forma de cuidar de seu filho. Porque os adolescentes param de estudar? Muitas vezes para trabalhar e sustentar a nova família.

Aborto na adolescênciaEm geral a gravidez ocorre de uma relação sexual desprotegida em uma vida não conjugal. Em alguns casos ocorre que o parceiro não assume. Na maioria desses vem a ocorrer o aborto provocado. Muitas vezes quando as relações sexuais são escondidas, a gravidez é uma prova visível do que houve. Isso faz despertar sentimentos negativos: Vergonha, medo, desespero. Esses são alguns motivos que gera o aborto na adolescência.


O aborto no Brasil: A legalidade e a clandestinidade

Educação sexual: O conhecimento é a melhor saída

Violência doméstica: Infância fracassada e vitimizada

As configurações de famílias na atualidade – Parte 03

Violência Doméstica: Uma negligência individual e coletiva